Santos, Segunda-Feira  23 de Setembro de 2019
ACS CAFÉ COMÉRCIO EXTERIOR E ASSESSORIA ADUANEIRA LTDA.
  Menu
  Home
  Fale Conosco

  O Grupo
  Quem Somos
  Parceiros
  Confraternizações
  Downloads
  Cadastre-se

  Informações Online
  Central de Notícias
  Conversor de Moedas
  Cotação do Dólar
  Balsas
  Enquetes
  Busca de CEP
  Ecovias
  Clima
  Mapas da Baixada
  Portos no Brasil

  Sobre o Café:
  - História
  - Classificação
  - Origem
  - Exportação
  Café & Saúde
  Curiosidades
  Receitas
  Café & Arte
  Datas do Café

  Links Interessantes
  Embrapa
  Anvisa
  Brasil Terminal Portuário
  Santos Brasil

- Origem

A cada cultura, uma tradição.
Não são poucos os métodos de preparo de café, desde os mais simples, como a filtragem em coador de pano ou papel, passando pelos mais complexos, como o método espresso, e também exóticos, como o café de chaleira gaúcho, em que é utilizado um tição para assentar a borra da mistura de pó e água não filtrada. Mas, ao redor do mundo, independente do método de preparação e a partir da tradição local, é comum acrescentar cores e sabores ao café após ou durante o método de preparação. No Brasil por exemplo, a forma mais comum de beber café é a infusão pura da bebida, mas também são bastante populares receitas como cappuccino, mocaccino e outras misturas com leite.

Fonte: Amantes do Café - www.amantesdocafe.com.br

Não são poucos os métodos de preparo de café, desde os mais simples, como a filtragem em coador de pano ou papel, passando pelos mais complexos, como o método espresso, e também exóticos, como o café de chaleira gaúcho, em que é utilizado um tição para assentar a borra da mistura de pó e água não filtrada. Mas, ao redor do mundo, independente do método de preparação e a partir da tradição local, é comum acrescentar cores e sabores ao café após ou durante o método de preparação.

No Brasil, a forma mais comum de beber café é a infusão pura da bebida, mas também são bastante populares receitas como cappuccino, mocaccino e outras misturas com leite.

Na África e no Oriente Médio, as especiarias ainda dão o tom diferenciado. É comum acrescentar canela, cardamomo, alho e gengibre, conferindo certo exotismo comum a essas regiões. No sul da Índia, o café com leite servido com doces é a predileção local.

No México, a particularidade é encontrar café disponível gratuitamente em diversos estabelecimentos. Esse é um dos motivos pelo qual a bebida é consumida em grandes quantidades e o café americano é o mais popular: aguado e com pouco sabor. Bem diferente de Cuba, onde a bebida é servida bastante adocicada e concentrada. Talvez por isso a tradição no país de Fidel Castro mande sorver a bebida de um só gole.

Na Europa, a familiaridade com o frio permite misturas mais pesadas. Na Alemanha, por exemplo, é comum o café ser servido com leite condensado ou chantilly. Os espanhóis também apreciam a mistura com leite condensado, e receitas com licor de creme catalão são comuns.

Na Áustria, bebe-se o café com chantilly acompanhado de figos secos e, em Viena, é tradição oferecer bolos e doces. Na Bélgica, um pequeno pedaço de chocolate é colocado no interior da xícara, derretendo ao entrar em contato com o líquido quente. Eficiente alquimia belga que resulta em uma mistura muito saborosa. A tradição francesa, por sua vez, é a de acrescentar chicória na preparação do café. O resultado, porém, é bastante mais amargo.

Em alguns países europeus é igualmente comum acrescentar bebidas alcoólicas ao preparo. Na Suíça, adiciona-se um licor, o "kirsch". Na Escócia, obviamente, a história acabou batizando o negro líquido com uísque, a bebida nacional. Uma receita típica se faz com café misturado com açúcar, licor de creme de café, uísque escocês e creme de leite, decorado com nata batida e pistaches picados.

Na Inglaterra, uma receita típica consiste em colocar um pão de açúcar na taça impregnando-o até a metade de café quente. A parte superior é umedecida com conhaque flambado e coberta com nata.

E até mesmo o Japão, país tradicionalmente relacionado ao grande consumo de chá, oferece receitas originais. Um preparo japonês mais elaborado compreende café, leite condensado, licor 43, brandy, canela, uma rodela de limão e alguns grãos de café.

Uma tradição da Turquia, por fim, acaba por mostrar o quão universal é o hábito de beber café, independente da mistura ou do método de preparo. Naquele país, coloca-se o pó bem fino misturado com açúcar em um bule, adiciona-se a água e ferve-se a mistura. Processo muito semelhante ao café de chaleira gaúcho, mas que dispensa o tição em favor de um pouco de paciência até a mistura assentar. Pequenas particularidades de povos diferentes, mas que tem a paixão pelo café como algo em comum.



Atalhos da página
Editar Imprimir esta página.
Editar Mandar link para um amigo.

Cotação do Dólar

Guia de Ruas

PORTOBELLO SURVEYING - Uma empresa do Grupo ACS

DADOS DO GRUPO ACS.
Para ver o telefone e endereço do Grupo ACS, clique aqui!

Trânsito - Ecovias

Faça aqui sua consulta de CEP

Conversor de Moedas
Calcule o valor de qualquer moeda!

Este site utiliza e-Solution como gestor de conteúdo.
Rede Social Corporativa e-Solution Backsite