Santos, Sábado  25 de Novembro de 2017
ACS CAFÉ COMÉRCIO EXTERIOR E ASSESSORIA ADUANEIRA LTDA.
  Menu
  Home
  Fale Conosco

  O Grupo
  Quem Somos
  Parceiros
  Confraternizações
  Downloads
  Cadastre-se

  Informações Online
  Central de Notícias
  Conversor de Moedas
  Cotação do Dólar
  Balsas
  Enquetes
  Busca de CEP
  Ecovias
  Clima
  Mapas da Baixada
  Portos no Brasil

  Sobre o Café:
  - História
  - Classificação
  - Origem
  - Exportação
  Café & Saúde
  Curiosidades
  Receitas
  Café & Arte
  Datas do Café

  Links Interessantes
  Embrapa
  Anvisa
  Brasil Terminal Portuário
  Santos Brasil
Tomar um cafezinho é sempre gostoso. Em muitas horas do dia.
Café para acordar, café como desculpa pra levantar da mesa no escritório, café para prolongar o prazer de almoçar em boa compainha, café para conversar, café com um bom livro, café lá em casa, café para esquentar. E tão rico quanto poder desfrutar bons momentos é a infinidade de cafés que você pode apreciar. Tradicionais, superiores, gourmets, aromatizados e orgânicos, os cafés não apenas combinam diferentes espécies de grãos, como se arriscam na adição dos mais variados sabores, frutas e especiarias. O segredo é experimentar, experimentar e experimentar. Até descobrir o seu preferido de corpo e alma. E quem sabe até um diferente para marcar mais especialmente este ou aquele momento?
A cada cultura, uma tradição.
Não são poucos os métodos de preparo de café, desde os mais simples, como a filtragem em coador de pano ou papel, passando pelos mais complexos, como o método espresso, e também exóticos, como o café de chaleira gaúcho, em que é utilizado um tição para assentar a borra da mistura de pó e água não filtrada. Mas, ao redor do mundo, independente do método de preparação e a partir da tradição local, é comum acrescentar cores e sabores ao café após ou durante o método de preparação. No Brasil por exemplo, a forma mais comum de beber café é a infusão pura da bebida, mas também são bastante populares receitas como cappuccino, mocaccino e outras misturas com leite.
Tipos de Café.
Espécies de café: Existem inúmeras espécies de café cultivadas no mundo, mas no Brasil conhecemos apenas duas: o café Arábica (Coffea Arábica) e Café Robusto (Conillon). Cada espécie, por sua vez, tem um grande número de variedades e linhagens. O Arábica produz cafés de melhor qualidade, mais finos e requintados. Tem grãos de cor esverdeada, é cultivado em regiões com altitude acima de 800m e é originário do Oriente, de onde resulta seu nome (Etiópia, Yemem). O robusta é originário da África, tem um trato mais rude e pode ser cultivado ao nível do mar (altitudes mais baixas). Não possui sabores variados e refinados como o arábica, dizendo-se que tem um “sabor típico e único”. Sua acidez é mais baixa e, por ter mais sólidos solúveis, é utilizado intensamente nos cafés solúveis. Seu teor de cafeína é maior do que nos arábicas. Misturas: Grãos de diferentes variedades, origens e tipos de preparo geralmente são combinados para formar diferentes blends do produto final. O blend, ou liga, é o grande segredo da qualidade da bebida, já que é o responsável pela característica e qualidade de determinada marca de café, e pela fidelidade do consumidor a esta marca. No caso da Indústria Café Damasco, cada marca de café tem o seu próprio blend e todos de boa qualidade. Tipos de Café: Pó de Café (torrado e moído) – dependendo do grau de moagem, esse tipo pode ser utilizado para preparar o café de coador ou o espresso; Grãos de café torrado – os grãos de café são apenas torrados, mas não moídos. Mais comum para café espresso, esse tipo de produto também está na preferência de consumidores de café coado que não dispensam pó sempre fresco; Café solúvel – os grãos são torrados e moídos, depois seus sólidos solúveis são extraídos e solubilizados, resultando o produto na forma de grânulos ou pó; Café aromatizado – café com adição de aroma; Café gourmet – trata-se de uma indicação comercial de que o produto é o melhor dentro de uma determinada marca ou categoria; Café orgânico – produzido em lavouras sem o uso de agrotóxicos fertilizantes químicos; Café descafeinado – a cafeína é extraida dos grãos verdes de café, antes de eles serem torrados. Para ser chamado de descafeinado, um café tem que ter mais de 97% de sua cafeína retirada.
Cotação do Dólar

Guia de Ruas

PORTOBELLO SURVEYING - Uma empresa do Grupo ACS

DADOS DO GRUPO ACS.
Para ver o telefone e endereço do Grupo ACS, clique aqui!

Trânsito - Ecovias

Faça aqui sua consulta de CEP

Conversor de Moedas
Calcule o valor de qualquer moeda!

Este site utiliza e-Solution como gestor de conteúdo.
Rede Social Corporativa e-Solution Backsite